Torturada pelo Próprio Pai

Torturada pelo Próprio Pai: História Real Por Trás do Filme

Torturada pelo Próprio Pai” se torna ainda mais assustadora por ser baseada em eventos reais. Parte da coleção “Inspirados em Manchetes” da Lifetime, a série narra a história de Sara, uma adolescente aprisionada pelo próprio pai, Don, em seu porão. Prevendo cobrir seus rastros, Don inventa uma história para sua esposa, Irene, sobre Sara ter fugido.

Na realidade, Don manteve Sara presa por décadas. Inclusive, ele a torturou e abusou sexualmente, o que levou Sara a dar à luz a diversos filhos. É essa premissa horripilante que foi tirada do caso real de Josef Fritzl.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? Clique Aqui e aproveite!

A História Baseada em Josef Fritzl: O Caso Criminal Austríaco Chocou o Mundo

“Torturada pelo Próprio Pai” é baseada na vida de Elisabeth Fritzl, que foi torturada e mantida em cativeiro pelo próprio pai, Josef Fritzl. Enquanto a série é ambientada nos Estados Unidos, Josef aprisionou sua filha Elisabeth no porão de sua casa em Amstetten, Áustria, de 1984 a 2008. O tormento de Elisabeth começou quando Josef a atraiu para o porão, a fez desmaiar com um pano encharcado de éter e a trancou embaixo de sua casa.

Embora “Torturada pelo Próprio Pai” apresente muitas mudanças na história de Josef Fritzl, a série evita o problema comum em filmes de crimes reais de ser simpático ao criminoso, já que Don é uma representação bastante precisa do torcido e manipulador Josef.

A série retrata Don mantendo Sara prisioneira por 20 anos, mas Elisabeth Fritzl ficou em cativeiro por 24. Além disso, um inquilino no térreo da casa dos Fritzl permaneceu lá por 12 anos sem nunca descobrir que Elisabeth estava no porão, apesar de durante esse período Elisabeth ter dado à luz sete filhos.

Onde Está Elisabeth Fritzl Agora?

“Torturada pelo Próprio Pai” é uma história verdadeira, e sua inspiração tem um final agridoce, pois Elisabeth e seus seis filhos agora vivem em um local não divulgado, protegidos pelas autoridades austríacas.

Após o julgamento do caso, Elisabeth recebeu um novo nome para proteger sua privacidade. Seus filhos, agora adultos, não apenas dormem em quartos com portas permanentemente abertas, mas também passam por sessões de terapia para ajudá-los a processar o trauma das ações de Josef.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".