O Conto da Aia

The Handmaid’s Tale tem na Netflix? Onde assistir O Conto de Aia online?

“The Handmaid’s Tale” (O Conto de Aia) é um sucesso global que arrebatou 15 prêmios Emmy® desde sua primeira temporada. A série, baseada no aclamado romance “O Conto de Aia” de 1985, de Margaret Atwood, captura o público com seu cenário distópico e performances arrebatadoras de um elenco de peso que inclui Elizabeth Moss, Joseph Fiennes, Alexis Bledel, entre outros. Mas onde se pode assistir a essa premiada série online?

Enredo da série

A série se passa na República de Gilead, uma sociedade distópica e teocrática que ocupa grande parte do território dos antigos Estados Unidos da América. Em Gilead, as poucas mulheres que ainda são capazes de procriar servem como reprodutoras. Ou seja, são objetos para repovoar o planeta.

Dentro dessa realidade, a série apresenta a história de June Osborne (Elizabeth Moss). Ela é uma das aias forçada à servidão sexual por comandantes cruéis. No entanto, June prova que a resistência à opressão é mais do que necessária. Pouco a pouco, ela começa a navegar entre as autoridades, suas esposas e outras aias. O objetivo? Sobreviver e encontrar a filha que foi tirada dela.

Onde assistir “The Handmaid’s Tale” online?

Contrário ao que alguns podem pensar, “The Handmaid’s Tale” não está disponível na Netflix. No entanto, a série pode ser encontrada em diversas outras plataformas de streaming. Atualmente, a série está disponível para assinantes da Amazon Prime Video, Globoplay, Paramount+ e no Star+.

Vale a pena assistir The Handmaid’s Tale?

Assistir “The Handmaid’s Tale” é uma experiência intensa e emocional que vale muito a pena para quem aprecia narrativas complexas e profundas. Aqui estão alguns motivos pelos quais a série se destaca e é vista como imperdível por muitos:

Roteiro de Alta Qualidade: Baseado no romance de Margaret Atwood, “O Conto da Aia”, o roteiro de “The Handmaid’s Tale” é inteligente e provocador, com temas que provocam reflexões profundas sobre sociedade, política, religião e direitos humanos.

Atuações Marcantes: O elenco liderado por Elisabeth Moss (June Osborne) é excelente e entrega atuações emocionantes. Moss em particular recebeu aclamação da crítica por sua performance, e a série já lhe rendeu vários prêmios importantes.

Produção Impecável: A produção de “The Handmaid’s Tale” é primorosa, com um design de produção cuidadoso e uma cinematografia que enfatiza a atmosfera opressiva de Gilead. A série recebeu elogios por sua representação visualmente impressionante e sua abordagem sombria do material fonte.

Relevância Social: “The Handmaid’s Tale” aborda questões muito relevantes em nossa sociedade atual, incluindo os direitos das mulheres, o abuso de poder e a resistência contra sistemas opressivos.

Impacto Cultural: A série teve um impacto cultural significativo desde seu lançamento, inspirando discussões em todo o mundo sobre as questões que aborda. Muitos veem “The Handmaid’s Tale” como uma metáfora poderosa para os tempos em que vivemos.

No entanto, vale ressaltar que a série é pesada e pode ser bastante perturbadora, apresentando cenas de violência e temas difíceis. Certamente não é uma série para todos, mas para aqueles que apreciam dramas profundos e impactantes que provocam reflexões, “The Handmaid’s Tale” é uma escolha mais do que recomendada.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".