Minha Série Favorita
Notícias, spoilers e críticas de filmes e séries, no streaming, cinema e TV.

- Publicidade -

Spoiler de Homem-Aranha 3: Sem volta para Casa; vale a pena assistir?

No Brasil, a estimativa é que 8 milhões de fãs vão ao cinema assistir ao filme durante este mês de dezembro.

4

Durante os últimos dias, não param de surgir boatos sobre o novo filme do Homem-Aranha. Inclusive, alguns spoilers já rolam soltos, como o retorno de vilões do passado, como o Doutor Octopus (Alfred Molina), Duende Verde (Willem Dafoe), Homem-Areia (Thomas Haden Church), que integraram as primeiras versões dirigidas por Sam Raimi e protagonizadas por Tobey Maguire.

Além disso, outros dois vilões devem ressurgir no novo filme do Homem-Aranha, são eles: Electro (Jamie Foxx) e, quem sabe, Lagarto (Rhys Ifans), das adaptações de Marc Webb com Andrew Garfield. Inclusive, deveremos encontrar os Peter Parkers anteriores, e até a incorporação de personagens que apareceram fora do Universo da Marvel, serviram para estimular ainda mais o interesse dos fãs.

Empolgado com a nova produção, o diretor Jon Watts chamou Homem-Aranha: Sem Volta para Casa de “Homem-Aranha: Ultimato”. Ou seja, fez referência ao sucesso da Marvel, o filme Vingadores: Ultimato. E a reação dos fãs foi satisfatória: a pré-venda dos ingressos derrubou sites e, segundo o site Ingresso.com, superou a de Ultimato.

O diretor dos Estúdios Marvel, Kevin Feige afirmou que se diverte sobre os boatos: “Boatos são divertidos, porque alguns são verdadeiros, e muitos não são”. Feige prossegue: “Mas queremos que as pessoas fiquem empolgadas pelo filme que têm, e não desapontadas pelo filme que não têm.”

- Publicidade -

LEIA TAMBÉM:

Spoiler de Homem-Aranha 3: Sem volta para Casa

Em suma, o Homem-Aranha 3: Sem volta para casa, deve ser um grande presente de natal aos fãs, entregue com antecedência. A 3ª aventura solo do herói, dirigida por Jon Watts e estrelada por Tom Holland, já estreou nos cinemas brasileiros. E de acordo com Holland, “É o melhor filme do Homem-Aranha que já fizemos. Não acho que os fãs estejam preparados para o que aprontamos. Sei que eu não estou pronto e que vai ser brutal”.

O novo filme do Homem-Aranha adentra o multiverso, que já havia sido introduzida na animação Homem-Aranha no Aranhaverso (2018), e na série Loki. Depois de ter a sua identidade revelada ao mundo pelo “herói” Mysterio (Jake Gyllenhaal), em uma das cenas extras de Homem Aranha: Longe de Casa (2019), a vida de Peter Parker se transforma em um inferno.

A sua namorada MJ (Zendaya) e o seu melhor amigo Ned (Jacob Batalon) também vivem as consequências disso. Por conta disso, Peter procura o Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch), pedindo um feitiço para o mundo se esquecer de que Peter Parker é o Homem-Aranha. “Peter sempre é otimista. Neste filme, não sabe o que fazer. É um aspecto do personagem que eu nunca tinha visto”, disse Holland.

Entretanto, o feitiço dá errado, e abre a caixa de Pandora que traz de volta, outros universos do Homem-Aranha para o universo deste novo Homem-Aranha. E com isso, reviver as produções anteriores deve despertar sentimentos de nostalgia em seus telespectadores. É muito legal ver Molina e Dafoe após 20 anos.

- Publicidade -

Filme triste e sombrio

Além disso, o roteiro de Chris McKenna e Erik Sommers encontra espaço para o verdadeiro drama. “Este filme não é divertido. É sombrio e triste e vai ser tocante”, explica Holland. Ademais, nas 2h e 30min de duração, ainda existe espaço para uma discussão sobre qual o papel do herói, sobre a natureza do bem e do mal, e sobre o destino, escolhas e consequências.

O novo filme do Homem-Aranha questiona se os vilões de Sam Raimi e Marc Webb eram cientistas que se perdiam ao tentar inovar, ou se simplesmente eram homens comuns azarados. E Peter Parker, é sempre um bom garoto que quer fazer o que é correto? “Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades” é o lema ouvido por ele em todas as suas versões.

Esse lema, vale tanto para o personagem Homem-Aranha quanto para o filme, o qual deseja trazer de volta os fãs aos cinemas, em meio a uma nova onda da pandemia, que assola o mundo todo. Em suma, no Brasil, a estimativa é que 8 milhões de fãs vão ao cinema assistir ao filme durante este mês de dezembro. Enquanto isso, nos Estados Unidos e Canadá, espera-se uma bilheteria de no mínimo US$ 130 milhões no fim de semana de estreia.

Enfim, curtiu a matéria?

Então, convidamos você a nos seguir no TwitterInstagram e Facebook para ficar por dentro de tudo que rola no mundo das séries e filmes.

Participe! Deixe seu comentário logo abaixo...
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Você pode cancelar, se desejar. Aceitar