Violet Bridgerton

Violet Bridgerton encontrará o amor novamente nas próximas temporadas?

Desde a estreia de “Bridgerton”, as audiências foram arrebatadas por romances turbulentos, intrigas da alta sociedade e escândalos familiares. Cada livro e temporada da série se concentra em um dos irmãos Bridgerton e sua busca pelo verdadeiro amor. Mas enquanto essas narrativas capturam o coração dos espectadores, o destino amoroso de Violet Bridgerton permanece em grande parte um mistério.

A Jornada de Anthony e o Luto da Família

O final da segunda temporada retrata Anthony Bridgerton, interpretado por Jonathan Bailey, encontrando sua alma gêmea na personagem resiliente Kate, vivida por Simone Ashley. A trágica morte de seu pai, Edmundo, deixou marcas profundas em Anthony.

Inclusive, o seu luto não resolvido, e sim, intensificado ao testemunhar a profunda tristeza de sua mãe, Violet. A relutância de Anthony em se apaixonar só passa quando ele conhece Kate, sinalizando esperança para todos os irmãos Bridgerton.

Violet Bridgerton: Uma Matriarca sem Par

Violet, apesar de ser uma figura secundária na segunda temporada, tem uma história tão cativante quanto a de seu filho. Interpretada de maneira impressionante por Ruth Gemmell, é evidente que o desejo de Violet de ver seus filhos encontrarem o amor verdadeiro vem do amor profundo que ela compartilhou com Edmundo.

Julia Quinn, a autora da série, explorou o passado de Edmundo e Violet no conto “Violet in Bloom”. No entanto, ela afirmou que não escreveria outra história de amor para Violet. No site da autora, Julia Quinn menciona como sua admiração por Violet torna difícil imaginar alguém à altura dela.

Ela argumenta que Violet perderia sua liberdade se casasse novamente naquela época, pois o homem “passaria a controlar tudo”.

O Conflito com a Narrativa de Quinn

Essa justificativa da autora contrasta fortemente com o romance de Anthony e Kate na segunda temporada. Kate é uma mulher extremamente independente, que encontra amor com um homem que valoriza essa característica.

A decisão de Quinn de não proporcionar a Violet um novo romance, baseada no medo de um possível controle sobre ela, soa contraditória. Violet, ao longo da segunda temporada, incentiva Anthony a superar seus medos e se abrir para o amor. Parece um contrassenso que uma personagem tão forte como Violet acabaria com alguém que tentasse controlá-la.

A Possibilidade de um Spin-Off sobre Violet

Após o sucesso do spin-off focado na Rainha Charlotte, Shonda Rhimes, a produtora por trás da série televisiva, mencionou seu crescente interesse na história de Violet. Embora Violet faça uma breve aparição em “Queen Charlotte”, a série não mergulha profundamente em sua história.

O relacionamento de Violet com Edmundo, frequentemente mencionado, mas nunca realmente explorado, seria perfeito para um novo prelúdio. Esse spin-off permitiria que a audiência se conectasse ainda mais com o luto de Violet e ofereceria uma visão mais profunda de sua personalidade.

VEJA TAMBÉM:

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".