school-2017-final

School 2017: Final Explicado do Dorama

A trama de “School 2017” nos transporta para os corredores de uma escola sul-coreana. Lá, o poder, a corrupção e as relações familiares e românticas criam uma rede de conexões emocionais profundas e complexas. O drama, abraçando tanto os desafios adolescentes quanto as revelações surpreendentes, nos oferece um vislumbre dos dilemas enfrentados por estudantes. Eles estão determinados a se destacarem em um ambiente competitivo e, por vezes, hostil.

Revelações Inesperadas e Amores Não Correspondidos

A narrativa de School 2017 começa a se desvendar quando Tae Woon, um dos protagonistas centrais, revela-se como o “Aluno X”. Em suma, ele é uma figura misteriosa responsável por expor a corrupção rampante dentro da administração escolar. Acompanhado de perto por sua aliada Eun Ho, os dois, determinados, enfrentam a ira das autoridades escolares e são forçados a deixar a escola. E isso, provoca ondas de choque entre seus colegas e familiares.

Enquanto isso, Dae Hwi, outro personagem central, se emaranha em suas próprias batalhas. Ele defende sua amada Nam Joo dos valentões e navegando pelas águas complicadas da amizade e do romance. No entanto, ao contrário de muitos dramas, o amor não é a única força motriz. O relacionamento tumultuado entre Tae Woon e seu pai, o diretor da escola, serve como um pano de fundo para a trama principal. E assim, ilustra o conflito intergeracional que prevalece em muitas famílias coreanas.

Tae Woon, após tentativas fracassadas de reconciliação, finalmente consegue se reconectar com seu pai. O mesmo, em um gesto de redenção, deixa seu cargo de diretor e decide seguir um caminho mais humilde no campo da educação.

School 2017: O Que Acontece com os Personagens?

Enquanto os corredores da escola fervilham com rumores e reviravoltas, os personagens encontram maneiras de avançar em suas vidas. Tae Woon, tendo se mudado para o campo com seu pai redimido, agora frequenta uma nova escola. Enquanto isso, Eun Ho retorna à sua paixão pela arte, alcança sucesso como desenhista de webtoons. No entanto, a sombra de seu sonho não realizado de entrar na Universidade de Hanguk paira sobre ela, um lembrete de que nem todos os finais são felizes.

A história de “School 2017” nos ensina que, embora os desafios sejam muitos e as adversidades, frequentes, a resiliência e a solidariedade podem criar caminhos para soluções inesperadas. E enquanto a série conclui com várias perguntas ainda sem resposta e caminhos não explorados, uma coisa é certa: os corações dos personagens e dos espectadores foram irrevogavelmente tocados pela jornada emocional que foi “School 2017”.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".