PANTANAL

Pantanal | Globo faz alterações na história para promover a diversidade

A rede Globo realizou alterações importantes no núcleo e história da novela Pantanal. Em suma, o remake que começa no dia 28 de março, deve retratar muito o racismo, bem como contar com uma família só com os atores negros. Dessa forma, além de se tornar mais atual, a novela também busca formas de conseguir trazer mais audiência para a emissora carioca, em horário nobre. Abaixo, confira os detalhes.

VEJA TAMBÉM: Quem é Zé Lucas da novela Pantanal?

Pantanal | Globo faz alterações na história para promover a diversidade

Na versão original, a personagem Zuleika foi vivida por Rosamaria Murtinho. Entretanto, na nova versão, Aline Borges dará vida à personagem. Ela viverá um romance com Tenório Borges (Murilo Benício), e é mantida por ele em São Paulo, longe de sua família do Mato Grosso do Sul.

Os dois são pais de Renato e Roberto. O primeiro é interpretado por Gabriel Santana, e o segundo, é vivido por Lucas Leto. Na trama, Tenório, que é branco, terá um comportamento racista, mesmo tendo uma outra família de pessoas negras em São Paulo. Inclusive, Zuleika só vai descobrir que o marido tem outra mulher, quando o seu filho mais velho, se enamorar por Guta (Julia Dalavia), sua irmã.

Com a novela Pantanal, a Globo deseja recuperar a audiência que perdeu durante a pandemia, quando reprisou novelas em sua programação. O remake que estreia no dia 28 de março, deve contar com belas imagens para tentar reconquistar o seu público.

Um ponto importante a ressaltar, é que a Globo vai manter Almir Sater, que esteve na versão original. Na trama, ele será Eugênio, o homem que leva e traz pessoas ao Pantanal. Sendo assim, ele passa por quase todos os núcleos. Por fim, Almir deve tocar ao lado de Chico Teixeira, filho de Renato Teixeira, que será Quim, na primeira fase da novela. Já na segunda fase, as rodas de viola terão Eugênio, Tibério (Guito) e Trindade, papel de Gabriel Sater, filho de Almir.

Enfim, gostou da matéria?

Por fim, siga a gente no Google News. Além disso, convidamos você a nos seguir nas redes sociais TwitterInstagram e Facebook para ficar por dentro de tudo que rola no mundo das séries e filmes.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".