No Limite do Amanhã Final Explicado

No Limite do Amanhã: Final Explicado

Confira abaixo o final explicado do filme No Limite do Amanhã (Edge of Tomorrow,) uma eletrizante ficção científica estrelada por Tom Cruise e Emily Blunt.

Com direção de Doug Liman, ele traz uma mistura de invasão alienígena com a mecânica de viagem no tempo em loops infinitos.

A História

No ano de 2020, uma horda de alienígenas conhecidos como Mímicos mantém uma guerra devastadora com a humanidade há cinco anos, dominando grande parte da Europa.

No centro da narrativa está o Major William “Bill” Cage (Tom Cruise), um oficial de relações públicas sem experiência em combate que acaba sendo forçado para as linhas de frente de uma operação militar na França.

A inexperiência o leva a uma morte rápida logo nos primeiros minutos… apenas para que Cage acorde 24 horas antes, novamente no momento em que chega à base militar antes da batalha. É o início de um looping temporal.

Cage descobre que a sargento Rita Vrataski (Emily Blunt), a heroína conhecida como “Anjo de Verdun” após uma grande vitória contra os Mímicos, passou pelo mesmo processo.

Ela revela que os alienígenas funcionam como um grande organismo conectado – os Mímicos Alfas controlados pelo Ômega. Caso um Alfa morra, o Ômega consegue voltar o tempo no dia, dando aos alienígenas outra chance de vitória.

Cage, agora também parte desse complexo após matar um Alfa e se cobrir em seu sangue, precisa encontrar o Ômega e destruí-lo junto com Vrataski. Eles usam os loops para treinar incansavelmente.

Final Explicado de “No Limite do Amanhã”

A dupla tenta várias estratégias com os resets, sempre guiados por visões que Cage tem do Ômega em uma represa na Alemanha. No entanto, todos os caminhos resultam na morte de Vrataski.

Cage vai sozinho à represa apenas para descobrir que os alienígenas criaram uma armadilha para suga-lo e eliminar sua capacidade de recomeçar o dia. Cage se mata para voltar e elaborar um novo plano com Vrataski.

A solução final envolve localizar o Ômega em Paris, usando um dispositivo da UDF capaz de rastrear seus sinais. Porém, Cage é ferido gravemente e recebe uma transfusão de sangue, algo que o desconecta dos Mímicos. Para um último loop, ele convence seus antigos companheiros do J-Squad a ajudá-lo e Vrataski a alcançar o Ômega no Louvre.

Eles conseguem, mas após lutar intensamente, apenas Cage e Vrataski chegam lá vivos. Rita distrai um Alfa e é morta, enquanto Cage consegue matar o Ômega, absorvendo mais de seu sangue – isso resulta em um reset gigantesco.

Cage retorna a um ponto ainda mais distante no passado, agora antes da invasão inicial na França. A guerra mudou totalmente – um sinal vindo de Paris noticiou a destruição de todos os Mímicos naquela manhã. Novos avanços militares acontecem.

Na base, ele encontra os membros do J-Squad e até Rita vivos, sem qualquer memória do ocorrido. O filme encerra com Cage sorrindo ao reencontrá-la.

O final é diferente no material original?

Sim! “No Limite do Amanhã” foi baseado em uma light novel japonesa chamada “All You Need Is Kill”. Embora existam semelhanças, os alienígenas funcionam de forma distinta. Ao invés do Ômega centralizado, eles tem um Nexo principal e várias Antenas.

Todos conseguem enviar sinais ao passado, mudando os eventos ao morrer. Cage e Rita eliminam as Antenas após várias tentativas até ela revelar uma terrível verdade – ambos se igualaram às Antenas.

Para quebrar o looping, um deles PRECISA morrer antes da destruição do Nexo. Rita se sacrifica e Cage consegue vencer a guerra sozinho.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Priscilla Kinast

Priscilla Kinast

Priscilla é redatora de web sites há cerca de 8 anos, tendo ao todo 15 anos de experiência com produção de conteúdo para a internet. Graduada em Administração de Empresas (Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre), encontrou sua verdadeira paixão na administração de websites. Devido sua experiência com redação de conteúdo, obteve registro profissional como jornalista pelo Ministério do Trabalho (Registro Profissional: 0020361/RS).

Apaixonada por séries e filmes de ficção científica, suspense psicológico, dramas e comédias.
As séries favoritas são Sense8, Black Mirror, Orphan Black e The 100. E para além das ficções, gosto também de Orange Is The New Black, How I Met You Mother, Grey's Anatomy, Breaking Bad, Anne with an E, entre outras.
Já no que se trata de filmes, os melhores em sua opinião são Interestellar, Efeito Borboleta, Matrix, A Ilha do Medo, Projeto Almanaque, Onde Está Segunda, Eu Sou a Lenda, etc.