NAPOLEAO-FILME

Napoleão de Joaquin Phoenix não é melhor parte do novo filme épico de Ridley Scott

O aguardado filme sobre a vida de Napoleão Bonaparte, dirigido por Ridley Scott, finalmente trará às telas uma das figuras históricas mais icônicas da história. Enquanto Joaquin Phoenix brilhantemente interpreta o papel-título, o que tem causado grande expectativa, o papel da Imperatriz Joséphine, interpretada por Vanessa Kirby, tem revelado ser igualmente intrigante e promissor.

No marketing inicial, a atenção estava totalmente voltada para a atuação de Phoenix, mas, com o lançamento do novo trailer, a interpretação de Kirby ganhou destaque e roubou a cena. Agora, parece que há mais para se esperar do que apenas a atuação de Phoenix.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? Clique Aqui e aproveite!

Vanessa Kirby: O Grande Destaque

NAPOLEAO-FILME
Imagem: Sony Pictures | Edição: Minha Série Favorita

A princípio, a principal atração do filme “Napoleão” era inegavelmente Joaquin Phoenix em sua interpretação magistral do personagem-título. Phoenix conquistou o Oscar por sua interpretação do Coringa em 2020, e sua representação de Napoleão promete render outra indicação à categoria de Melhor Ator. Entretanto, a cada novo trailer lançado, o papel de Vanessa Kirby como Joséphine ganha destaque, tornando-se uma das partes mais emocionantes do filme.

A trama do filme gira em torno da ascensão meteórica de Napoleão ao poder e foca no relacionamento com sua primeira esposa, a Imperatriz Joséphine. Kirby traz vida à personagem de Joséphine, e sua jornada no filme parece complexa e fascinante. Além disso, a história de Joséphine não é tão amplamente conhecida quanto a de Napoleão, o que torna as cenas envolvendo sua personagem ainda mais educativas e intrigantes para o público.

Vanessa Kirby tem todas as características para garantir uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz com sua interpretação de Joséphine. A intensidade de seu desempenho e a profundidade que ela dá à personagem são notáveis.

O Papel Crucial de Joséphine na Vida de Napoleão

Joséphine desempenhou um papel fundamental na vida de Napoleão. Além de ser seu primeiro amor, ela também foi uma de suas conselheiras políticas mais próximas. O casal viu uma oportunidade de benefício mútuo em seu relacionamento. Napoleão, com suas ambições políticas, viu em Joséphine uma oportunidade de fortalecer seu poder por meio de sua riqueza. Por sua vez, Joséphine via Napoleão como um possível patrono e construiu uma amizade baseada nisso.

O próprio Napoleão creditava parte de seu sucesso no campo de batalha a Joséphine, a quem chamava de sua “estrela da sorte”. Esta é uma das razões pelas quais a Imperatriz merece tanto destaque no filme de Ridley Scott. Mesmo não sendo a personagem-título, ela é essencial na narrativa, uma vez que desempenhou um papel fundamental na ascensão de Napoleão ao poder.

Napoleão” promete ser um filme épico e recheado de performances memoráveis, com destaque para Joaquin Phoenix como Napoleão Bonaparte. Entretanto, com a interpretação brilhante de Vanessa Kirby como a Imperatriz Joséphine, o filme ganha uma profundidade adicional e torna-se uma experiência cinematográfica completa. A importância de Joséphine na vida e na ascensão de Napoleão é evidente, e a atuação de Kirby merece destaque e reconhecimento.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".