thunderbolts

Mais uma produção da Marvel sofrerá atraso na produção

Filme está previsto para estrear ainda em 2024

Mais uma produção da Marvel precisou interromper as gravações por causa da greve dos roteiristas. De acordo com o Deadline, o estúdio precisou adiar a produção de ‘Thunderbolts’, programada para começar as filmagens em três semanas na cidade de Atlanta. Conforme a apuração, a intenção é recomeçar o projeto quando a greve chegar ao final.

Desde o último dia 2 de maio, milhares de roteiristas de televisão e de cinema entraram em greve por conta do fracasso das negociações entre estúdios e streaming para um aumento do salário. A confirmação surgiu após o anúncio oficial do sindicato da categoria, o Writers Guild of America (WGA).

Por ora, a greve dos roteiristas deve continuar até que todas as partes cheguem a um consenso sobre remuneração maior para o salário mínimo e sobre alguns direitos para os profissionais. De acordo com o WGA, a decisão de optar pela greve geral de roteiristas aconteceu após uma rodada de seis semanas em negociação com as principais empresas.

Greve dos roteiristas interrompeu outras produções da Marvel além de Thunderbolts

Ao longo de maio, mais produções foram interrompidas por conta da decisão do WGA. Agora, a Marvel começou a sofrer os impactos da greve dos roteiristas muito antes de precisar adiar a produção de Thunderbolts. A nova série do Demolidor, por exemplo, paralisou o processo de gravação em Nova Iorque com uma semana de greve.

Dias antes do anúncio, em 4 de maio, a produção da vindoura série Wonder Man também suspendeu todas as atividades. Além disso, a Marvel também precisou lidar com a interrupção na pré-produção de Blade. Com Thunderbolts, confirmaram-se as expectativas de que mais filmes sofreriam o impacto da greve dos roteiristas.

Em suma, Thunderbolts pertence à fase 5 do MCU, com previsão de estreia apenas para 2024. Kevin Feige anunciou a produção do filme em 2022 durante a San Diego Comic-Con. Na época, a Marvel detalhou todos os passos do MCU até o final da Saga do Multiverso.

Entenda a greve

A perspectiva é de que a greve dos roteiristas seja mais leve em 2023. Se séries foram adiadas em 2007, a ideia é que os streamings possam cobrir a falta de conteúdo durante o período. Espera-se que ao menos a Netflix tenha programas o suficiente para lidar com o problema ao longo dos próximos meses.

“Não conseguimos chegar a um acordo com os estúdios e as emissoras”, disse o sindicato dos roteiristas em comunicado na Internet. De acordo com a WGA, as respostas às reivindicações foram “totalmente insuficientes, levando em conta a crise existencial à qual os roteiristas enfrentam”.

Contudo, o Screen Rant defende que todo o material sem roteiro pronto deve sofrer algum tipo de atraso nos próximos meses. Séries que recém estrearam novos episódios, como The Last of Us, podem sentir os efeitos da greve dos roteiristas.

Apesar disso, há poucas chances de que os consumidores sofram alguma consequência em curto prazo. As principais séries que estão com lançamento previsto nos próximos meses já estão com o roteiro pronto, faltando detalhes de pós-produção.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Victor Eduardo

Victor Eduardo

Victor Eduardo é jornalista formado pela PUC do Rio Grande do Sul desde agosto de 2021! Ao todo, tem experiência em reportagem, comunicação institucional e assessoria de imprensa. Atualmente, divide o tempo de trabalho com a leitura e com a cozinha, hobby que desenvolveu durante a pandemia por Covid-19. Atua como jornalista sob o registro profissional 20810/RS.