noroi-a-maldicao

Esqueça tudo o que você ouviu, este é o filme de terror mais doentio

“Noroi: A Maldição” é um filme de terror japonês de 2005 que se destaca no gênero de found footage, apresentando uma abordagem meticulosa e assustadora para a técnica. Enquanto o subgênero de found footage tem sido amplamente explorado no cenário do terror, é indiscutível que poucos filmes conseguem realmente explorar todo o seu potencial. “Noroi”, no entanto, consegue explorar essa técnica com maestria, apresentando uma experiência autêntica e desconfortável.

O Found Footage: Um recurso de autenticidade e suspense

A técnica de found footage, ou metragem encontrada, em tradução livre, é uma abordagem cinematográfica que simula a descoberta de filmagens perdidas ou esquecidas, criando a sensação de que os eventos retratados são reais. Este recurso tem sido amplamente utilizado no gênero de terror, com o objetivo de intensificar a sensação de realismo e imersão.

Embora este estilo de filmagem possa parecer esgotado para alguns, quando bem executado, pode resultar em filmes verdadeiramente perturbadores. O exemplo de “Noroi: A Maldição” demonstra o potencial que a técnica de found footage possui, ao combinar elementos sutis do sobrenatural com uma atmosfera persistente e desconfortável.

O Enredo de “Noroi: A Maldição”

O filme segue a história do cineasta Masafumi Kobayashi (interpretado por Jin Muraki), que desapareceu misteriosamente após a produção de seu documentário intitulado “A Maldição”. O que os espectadores veem é justamente este documentário, o qual explora uma série de atividades paranormais e entrevistas com testemunhas desses eventos sobrenaturais.

A narrativa leva a uma descoberta perturbadora de uma entidade demoníaca conhecida como Kagutaba. À medida que Kobayashi se aprofunda em sua investigação, os entrevistados começam a morrer ou desaparecer de forma misteriosa, o que leva o cineasta a se tornar um alvo desta entidade antiga e malévola.

A Excelência do Found Footage

“Noroi: A Maldição” destaca-se no gênero de found footage devido ao uso meticuloso e cuidadoso desta técnica. Kōji Shiraishi, o diretor do filme, conseguiu criar uma atmosfera crível e inquietante, utilizando de maneira convincente eixos de documentários, programas de televisão e efeitos especiais sutis.

A Trama de Suspense

A atmosfera do filme é consistentemente tensa e perturbadora, mesmo que a violência gráfica seja evitada na maior parte do tempo. As cenas intensamente assustadoras são construídas com uma paciência magistral, fazendo com que “Noroi” se destaque por sua sutileza e tensão constante.

O Final de Noroi: A Maldição

O desfecho de “Noroi: A Maldição” é memoravelmente aterrador. Ele culmina com o encontro dos cineastas com uma entidade paranormal verdadeiramente apavorante, seguido por um ataque intensificado do demônio Kagutaba ao cineasta Kobayashi e sua família. A conclusão da história é envolta em mistério e incerteza, deixando a sensação perturbadora de que a ameaça ainda está à espreita.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".