encontros_e_desencontros

Encontros E Desencontros: Final Explicado do Filme

Filmes independentes raramente provocam uma legião de detetives online para desvendar um mistério no final. No entanto, Encontros E Desencontros, o segundo filme de Sofia Coppola que ganhou o Oscar em 2003, é uma exceção. Este drama de personagens de ritmo tranquilo, sem muito enredo, conseguiu instigar muitas pessoas a colocarem seus chapéus de engenheiro de áudio para descobrir o que foi dito em sussurros abafados entre os dois personagens principais.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? Clique Aqui e aproveite!

Sinopse de Encontros e Desencontros

O filme se passa em Tóquio e gira em torno de duas pessoas, Bob Harris (Bill Murray) e Charlotte (Scarlett Johansson). Bob, um astro de cinema envelhecido, está na cidade para filmar anúncios para um uísque japonês. Enquanto isso, Charlotte, recém-formada, está viajando com seu marido fotógrafo, mas sente uma distância crescente entre eles. Os dois se conhecem e desenvolvem uma relação que transcende amizade e romance, proporcionando uma conexão única entre dois seres solitários.

O Sussurro Misterioso

A cena final, que causou tanta especulação, ocorre após um adeus meio desanimado entre Bob e Charlotte no hotel onde ambos estão hospedados. Bob está no banco de trás de um carro a caminho do aeroporto. Num momento em que o carro está parado, ele olha pela janela e vê Charlotte andando pela rua. Bob sai do carro e a alcança.

Eles compartilham um abraço agridoce, e Bob sussurra algo em seu ouvido. O sussurro é abafado e ininteligível. Trocam um breve beijo, o primeiro do filme, e se despedem com um “Adeus.” E assim termina o filme ao som de “Just Like Honey” do The Jesus and Mary Chain.

O Significado do Sussurro

Obviamente, o elemento que causou tanta especulação e investigação é o sussurro. O que Bill Murray sussurrou no ouvido de Scarlett Johansson? Apenas três pessoas no mundo sabem exatamente o que foi dito naquele momento: Murray, Johansson e Sofia Coppola.

Nos quase vinte anos desde o lançamento do filme, nenhum dos três revelou o que foi dito e não planejam fazê-lo. Essa falta de resposta direta levou as pessoas a manipularem os níveis de áudio da cena para tentar descobrir, sem sucesso.

Em uma entrevista para Little White Lies, Coppola afirmou que o sussurro nunca foi planejado para ser algo específico. Ela deixou em aberto, sugerindo que o significado desse momento era algo íntimo entre os personagens. E é exatamente essa ambiguidade que torna a cena poderosa.

A falta de uma resposta clara obriga o público a procurar dentro de si mesmos a resposta, mesmo que não gostem do que descobrem. A interpretação das emoções entre Bob e Charlotte é o que importa nessa cena, não as palavras faladas

Esse pequeno momento de ambiguidade deliberada provocou quase duas décadas de conversas constantes sobre Encontros E Desencontros. A capacidade de se projetar em uma obra de arte é marca de uma grande obra. Mesmo sendo apenas um pequeno trecho de um filme, com duração de apenas alguns segundos, essa cena mexeu com a imaginação das pessoas.

E é isso que faz com que voltemos repetidamente a nos envolver com grandes obras: o desconhecido que nos mantém buscando mais. O filme de Coppola deixa espaço para o mistério, e é isso que o torna belo.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".