duna-2-final

Duna: Parte 2 | Final Explicado do Filme

Por fim, Duna: Parte 2 estabelece as bases para Duna 3, sugerindo uma adaptação de Duna: Messias e sequência da história de Paul.

Duna: Parte 2 entrega um final épico à adaptação de Denis Villeneuve do primeiro livro de Frank Herbert. A sequência retoma após o final de Duna de 2021 e mostra a jornada de Paul Atreides (Timothée Chalamet) ao se tornar parte da cultura Fremen e lutar com a profecia do Lisan al Gaib. A história de Duna 2 se concentra no relacionamento de Chani (Zendaya) e Paul, enquanto eles guerreiam contra a Casa Harkonnen pelo destino de Arrakis. Isso é complicado pela Lady Jessica (Rebecca Ferguson) espalhando a crença de que seu filho é o messias dos Fremen. Mas afinal, o que acontece no final do filme? Confira a seguir.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? Clique Aqui e aproveite!

A Ascensão de Paul ao Título de Imperador

O cerne do desfecho de Duna: Parte 2 gira em torno de Paul Atreides aceitando seu destino como o Lisan al Gaib dos Fremen, o salvador de Arrakis, e um Imperador conquistador sobre todo o universo conhecido. O personagem de Chalamet luta com esse resultado durante grande parte do filme. Afinal, ele tem visões do derramamento de sangue que ocorre por sua causa se ele seguir para o sul em Arrakis. Paul prefere provar-se aos Fremen e ajudá-los a se libertar. Isso é complicado pela fé inabalável de Stilgar (Javier Bardem) nele e por Jessica alimentando as crenças da profecia dentro da cultura Fremen.

Apesar de lutar contra a realidade de que ele deve ir para o sul, beber a Água da Vida e se tornar o Lisan al Gaib, a mão de Paul é forçada quando Feyd-Rautha destrói o seitch norte dos Fremen. O plano de Paul é obter toda a extensão dos poderes Bene Gesserit bebendo a Água da Vida. Ele sabe que seu feito miraculoso trará o apoio de toda a população Fremen para trás dele. Isso lhe dá um poder sem igual em Arrakis, já que o exército Fedaykin dos Fremen é mais do que forte o suficiente para derrotar os Harkonnens com a ajuda das armas atômicas da Casa Atreides.

É graças a esse poder que Paul pode desafiar o Imperador Shaddam IV (Christopher Walken), revelando que está vivo, o que o leva a Arrakis para a guerra. Há dois passos no plano de Paul para derrubar o Imperador a partir daqui. O primeiro é pedir a mão de sua filha, a Princesa Irulan (Florence Pugh), em casamento, para que a linhagem Corrino ainda esteja no poder. O próximo passo é lutar contra Feyd-Rautha como campeão de Shaddam. Paul matar Feyd-Rautha significa o fim da linhagem Harkonnen imediata e um caminho natural para substituir Shaddam, mesmo que as Grandes Casas não aceitem o resultado.

A Guerra Santa e Seus Desdobramentos

Um dos momentos finais do desfecho de Duna: Parte 2 é a proclamação de Jessica de que uma “Guerra Santa” está começando. A nova Reverenda Mãe dos Fremen faz o comentário depois de assistir ao exército de Paul começar a embarcar em navios para guerrear contra as Grandes Casas.

Ele instrui Stilgar, Gurney (Josh Brolin) e outros a avançarem para a batalha em seu nome depois que a palavra volta de que as Grandes Casas restantes não honrarão a ascensão de Paul ao Imperador. Usando toda a força de seu exército, o comando de Paul marca o início de uma guerra que se espalhará pela galáxia, trazendo honra e respeito ao seu domínio.

O Significado Real do Desfecho de Duna: Parte 2

Apesar de toda a ação cinematográfica incluída na sequência de Denis Villeneuve, o final de Duna: Parte 2 transmite adequadamente o verdadeiro significado do filme que o cineasta deseja transmitir. O filme é, em última análise, sobre o perigo do poder, como evidenciado pela ascensão de Paul.

Não há a exploração dos perigos disso através do que o novo poder de Paul significa para ele. Mas também, através do que significa para a galáxia como resultado de seus seguidores religiosos fanáticos. Duna: Parte 2 terminar com Paul libertando um grupo, os Fremen, enquanto desencadeia opressão sobre todos os outros é a representação máxima dessas ideias.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".