o-abismo

Abismo: História Real por Trás do Filme da Netflix

O Abismo está entre os filmes mais assistidos pelos brasileiros na Netflix e se destaca por apresentar uma trama de apavoramento. Os moradores de uma cidade mineradora, após alertas, enfrentam um verdadeiro pesadelo quando o lugar onde residem começa a desmoronar, similarmente à tragédia de Brumadinho/MG, que aconteceu em 25 de janeiro de 2019.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? Clique Aqui e aproveite!

A trama de O Abismo

Frigga (Tuva Novotny) está começando um novo capítulo em sua vida ao iniciar um relacionamento com Dabir (Kardo Razzazi). Ela tenta manter a harmonia com seu ex-marido, equilibrar as demandas da maternidade e liderar como chefe de segurança na mina de Kiirunavaara, na cidade sueca de Kiruna.

Quando uma falha geológica ameaça a estabilidade da cidade, desencadeando um afundamento gradual, Frigga se vê em um dilema angustiante. Ela precisa ponderar não apenas a segurança de seus entes queridos, mas também a de todos os trabalhadores da mina, cujo sustento e vida cotidiana dependem diretamente dela.

Frigga assume a responsabilidade pela segurança de sua família e da comunidade. Enquanto a cidade é evacuada em meio ao caos, ela se depara com a difícil tarefa de liderar a evacuação da mina, enfrentando desafios logísticos.

Frigga é forçada a confrontar suas próprias capacidades como líder e a superar os obstáculos, tanto geológicos quanto emocionais, que surgem ao longo dessa crise. A trama mergulha nos dilemas éticos, nas relações humanas e na busca pela sobrevivência em meio a uma crise que desafia não apenas a estrutura física da cidade, mas também a estrutura emocional de Frigga e de todos aqueles que dependem dela.

Inspiração em eventos reais

O contexto do filme tem chamado a atenção dos assinantes da Netflix. “Acabei de assistir o filme O Abismo que está na Netflix e pqp, que agonia eu senti”, comentou uma internauta no X, antigo Twitter. “Tem um filme sueco na Netflix chamado O Abismo que claramente deve ter sido inspirado no crime da Brasken em Maceió!”, opinou outra conta.

De acordo com o The Cinemaholic, o filme é inspirado parcialmente pelo desastre da cidade de Kiruna, localizada no norte da Suécia.

Conhecendo melhor Kiruna

  • A cidade de Kiruna surgiu em 1900 impulsionada pela exploração do minério de ferro, abrigando atualmente cerca de 22 mil moradores.
  • A exploração intensiva do subsolo resultou em rachaduras profundas no solo da cidade, levando a Suécia a tomar uma decisão para a segurança de Kiruna.
  • Em 2004, foi lançada uma competição para empresas de arquitetura com o objetivo de encontrar a melhor solução para realocar parte da cidade.
  • A proposta vencedora, anunciada em 2012, delineou um projeto que poderá se estender até 2040.
  • A reconstrução do centro ocorrerá a 3,2 quilômetros do extremo leste de Kiruna, distante da mina de ferro.
  • A Igreja de Kiruna, erguida em 1912, será transportada peça por peça para o novo local.
  • Diversas casas foram movidas com caminhões e trailers, algumas sendo totalmente reconstruídas.

Motivo da realocação

A Luossavaara-Kiirunavaara AB, mineradora estatal, optou por realocar os moradores em vez de encerrar a operação da mina. A nova planta da cidade foi projetada com setores inéditos ao norte, sul e leste, todos distantes da atividade de mineração.

Opções para os residentes

  • Vender suas residências por 25% acima do valor de mercado.
  • Adquirir uma casa nova no novo local em que a cidade está sendo construída.

Terremoto em 2020

Em 2020, Kiruna registrou um terremoto de magnitude 4,1, associado à intensa extração de minério na região.

Distanciamento da realidade

Joel Kangas, gerente de mineração da LKAB, expressou que o filme se distancia consideravelmente da realidade. Ele enfatizou que os cidadãos não precisam se preocupar com as representações do filme.

Anders Lindberg, gerente de imprensa da companhia, também sublinhou que não foi identificada uma cavidade desastrosa, conforme retratado no longa-metragem.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".