b.o.-serie

A Chegada de “B.O.”, a Nova Série Brasileira da Netflix

Nesta quarta-feira (06), o Brasil ganha um novo motivo para rir e se emocionar com o lançamento da série “B.O.” na Netflix. Encabeçada por Leandro Hassum, cuja trajetória na plataforma já nos presenteou com trabalhos como “Tudo Bem no Natal que Vem”, o projeto tem sido comparado à queridinha “Brooklyn Nine-Nine”. Mas será que essa nova produção consegue se firmar como uma obra autêntica no saturado mundo das séries de comédia? Vamos aos detalhes!

Sinopse e Trailer de B.O.

Situada no coração da Tijuca, Rio de Janeiro, a série “B.O.” nos apresenta a Suzano (Leandro Hassum), o novo delegado da 8ª DP. Originalmente de Campo Manso, uma cidade fictícia, Suzano tem a difícil tarefa de adaptar-se ao ritmo e à realidade de uma delegacia com fama de ser um verdadeiro triturador de delegados. Ao lado de seu escrivão Estevão (Jefferson Schroeder), ele tentará sobreviver e reformar a estação, enquanto lida com a máfia dos caça-níqueis e seus colegas de trabalho.

Ficha Técnica Completa

  • Plataforma: Netflix
  • Gênero: Comédia
  • Criador: Carol Garcia, César Amorim, Fabíola Alves e Victor Rodrigues
  • Direção-Geral: Pedro Amorim, Leandro Hassum e Carol Minêm
  • Produção: Camisa Listrada
  • Roteiro: Carol Garcia, César Amorim, Edu Araujo, Fabíola Alves, Gui Cintra, Pedro Emanuel, Pedro Perazzo e Victor Rodrigues. Com a colaboração de Gautier Lee e Diógenes Gomes.
  • Elenco:
    • Leandro Hassum como Suzano
    • Jefferson Schroeder como Estevão
    • Luciana Paes como inspetora Montovani
    • Digão Ribeiro como Rabecão
    • Babu Carreira como Guerra
    • Cauê Campos como Wi-Fi
    • Participações especiais de Leandro Ramos e Fábio de Luca
  • Episódios: 8 (1ª temporada)
  • Duração: ~25 minutos por episódio

Recepção Crítica

Embora ainda seja cedo para avaliações detalhadas, a série tem sido apreciada por seu humor leve e sua acessibilidade. O destaque vai para a química entre os atores e a forma como a série brinca com as personalidades de cada personagem. No entanto, há críticas quanto à falta de originalidade e comparações inevitáveis com “Brooklyn Nine-Nine”.

Seja como for, “B.O.” surge como uma adição bem-vinda ao crescente catálogo de conteúdo brasileiro na Netflix. Com personagens carismáticos e uma premissa que, apesar de familiar, possui um sabor autenticamente brasileiro, a série tem tudo para conquistar um lugar nos corações dos fãs de comédia. O público brasileiro já mostrou sua abertura ao humor nacional com sucessos como “A Sogra que te Pariu”, e agora terá mais uma oportunidade para apreciar o talento e a diversidade que o Brasil tem a oferecer.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".