Midsommar – As Melhores Curiosidades!

Midsommar é o segundo filme da filmografia de Ari Aster, o primeiro foi o aclamado Hereditário. E, assistindo ao filme, podemos perceber que o primeiro filme não foi pura sorte e que ele realmente sabe fazer um bom filme. Midsommar é simplesmente fantástico, cheio de metáforas e referências a cultura nórdica. Mas você sabia que os rituais que são realizados nos filmes são baseados em uma cultura real? Sabia que uma das intenções do filme é falar dos conflitos de um relacionamento abusivo? Pois é, por ser um filme bastante complexo, existem diversas curiosidades que podem interessar a quem já assistiu. Além, é claro, de instigar quem ainda quer assistir o filme. Então, tentarei ao máximo evitar spoilers do filme! Mas vamos lá!

As Melhores Curiosidades Sobre Midsommar

Midsommar

  • Ari Aster considera o filme um conto de fadas para adultos. Isso porque, segundo o diretor, ele queria que o filme tivesse uma linguagem meio surrealista.
  • Além disso, Aster afirma que Midsommar é como se fosse um complemento para Hereditário, pois tratam de aspectos como família.
  • Contudo, é interessante comentar que enquanto Hereditário explora muito a sensação de claustrofobia, Midsommar traz planos muito mais abertos.
  • Na Suécia realmente existe a festividade de Midsommar, do solstício de verão. Segundo a lenda, esta festividade é para celebrar a fertilidade da natureza no dia mais poderoso do ano, que seria o solstício de verão.

Midsommar

  • Assim como no filme, a festividade Sueca também possui danças ao redor de um mastro. Inclusive, o mastro é o mesmo do filme, chamado de majstången. Ele pode ter uma aparência fálica, por assim dizer, e esta é a intenção, trazer a ideia de força e fertilidade.
  • Além das danças, os morangos e as coroas de flores são coisas que não podem faltar na festividade real.
Mas e você? Já viu Midsommar? Curte o filme? Gostou das curiosidades? Então comenta ai! 😀
Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Você pode cancelar, se desejar. Aceitar