vem-brincar

Vem Brincar, Final Explicado: O que aconteceu com Sarah?

Vem Brincar“, o filme de terror sobrenatural de 2020, vai muito além dos clichês tradicionais do gênero, incorporando significados mais profundos e explorando as complexidades humanas através da sua trama. Se você já assistiu ao filme e ficou se perguntando sobre o seu final, este artigo é para você.

Trama de Vem Brincar

vem-brincar
Imagem: Netflix | Edição: Minha Série Favorita

Escrito e dirigido por Jacob Chase, baseado em seu curta-metragem “Larry”, o filme acompanha o jovem autista não-verbal Oliver e seus pais, Sarah e Marty. A história se desenvolve em torno da assombrosa entidade chamada Larry, uma criatura humanoide que visa sequestrar Oliver. Larry surge na vida de Oliver através de um aplicativo no smartphone chamado “Misunderstood Monsters”, revelando a intenção da criatura de encontrar um amigo.

À medida que a história se desenrola, fenômenos inexplicáveis começam a ocorrer na vida da família. Larry manifesta sua presença de maneiras aterrorizantes, como quando o rosto da entidade aparece no tablet de Oliver ou quando ataca durante uma festa do pijama. A relação de Oliver com Larry leva a crescente tensão entre os pais, levando ao clímax da história.

O Desenlace da trama

Após uma série de eventos assustadores, descobre-se que Larry não está limitado a um único dispositivo. Ele pode viajar através da eletricidade e se comunicar por qualquer meio móvel. Enquanto Sarah e Oliver tentam escapar de Larry em um campo, Sarah encontra o telefone de Oliver no gramado.

Em um momento de desespero e amor maternal, Sarah se sacrifica para salvar Oliver, oferecendo-se como amiga para Larry. Eles compartilham um olhar significativo, especialmente dado o desafio de Oliver com o contato visual, antes de Sarah e a criatura desaparecerem juntas.

O Verdadeiro Significado de “Vem Brincar”

Por trás do terror evidente, “Vem Brincar” aborda temas profundos. A dependência cada vez maior das crianças à tecnologia é simbolizada pela interação de Oliver com Larry exclusivamente através de dispositivos móveis. Larry pode ser visto como uma representação dos desafios que Sarah e Marty enfrentam para criar Oliver. A verdadeira ameaça do filme não é a entidade sobrenatural, mas sim o isolamento, a solidão e o medo.

Em suma, “Vem Brincar” não é apenas mais um filme de terror. E sim, uma exploração profunda das relações humanas, dos desafios parentais e da dependência da tecnologia moderna. Por meio de uma narrativa emocional e autêntica, o filme proporciona uma perspectiva única sobre o subgênero de filmes de monstro, tornando-o uma obra memorável do cinema.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".