Velozes e Furiosos 10

Por que Velozes e Furiosos é o ‘Dragon Ball’ para o cinema?

Próximo filme da franquia estreia no dia 19 de maio

Goku e Dominic Toretto (Vin Diesel) têm muito mais em comum do que boa parte do público imagina. Prestes a estrear o próximo filme no cinema, a franquia Velozes e Furiosos cada vez mais aproximou-se de alguns pilares que o anime Dragon Ball consolidou durante anos para a indústria do anime. Ambas as produções carregam um grande lema: a família em primeiro lugar.

De volta ao Brasil, Velozes e Furiosos 10 gravou cenas no Rio de Janeiro. Assim, a saga retorna ao país mais de dez anos depois do quinto filme, chamado de “Operação Rio”. De acordo com a jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a Universal gravou cenas na praia de Copacabana e Arpoador.

A ideia do próximo filme é começar o desfecho da franquia. Abaixo, assista ao trailer oficial do longa-metragem.

Por que Velozes e Furiosos é o ‘Dragon Ball’ do cinema?

A palavra família é, em suma, o que conecta Velozes e Furiosos e Dragon Ball. Desde o início da franquia, Dominic Toretto defende que tudo sempre foi sobre a família. Inclusive, o próprio ator Vin Dieser entrou na mesma sintonia e costuma utilizar a expressão com frequência. Até mesmo para convencer The Rock a retornar aos filmes.

Contudo, o conceito de família não liga apenas pessoas de sangue. Não para Toretto. Não para Goku. Ambos entendem que amigos e pessoas próximas também constituem a família. Em Velozes e Furiosos, por exemplo, Toretto aceitou Brian O’Conner (Paul Walker). Mas a lista vai muito além dele, com Han (Sung Kang), Tej (Ludacris), Gisele (Gal Gadot) e Roman (Tyrese Gibson). Isso só para citar alguns.

Em Dragon Ball, portanto, a família também é importante para Goku. Além da esposa e dos filhos, ele aproximou as principais pessoas que lutaram ao lado dele em diferentes ocasiões. O maior exemplo talvez seja Piccolo, alienígena que começou como vilão e logo se tornou um membro da família ao lado de Mestre Kami, Kuririn, Vegeta, Bulma, entre outros.

Ninguém realmente deixa cada uma das franquias

Outro ponto comum entre Dragon Ball e Velozes e Furiosos está com os personagens. Ninguém realmente deixa em definitivo cada uma das franquias. No anime, mesmo quem morre retorna por meio de algum poder sobrenatural. Goku, por exemplo, já voltou dos mortos em algumas ocasiões.

Velozes e Furiosos apresenta características similares. Até mesmo a morte do ator Paul Walker não originou a morte do personagem. Mas o principal exemplo serve para Han. A franquia precisou refazer toda a linha do tempo simplesmente para trazer o personagem de volta.

Enfim, família é família. Velozes e Furiosos e Dragon Ball não abandonam ninguém ao longo da jornada. Isso fica cada vez mais nítido na medida em que um novo filme chega ao cinema. O próximo está marcado para o dia 19 de maio, com a promessa de iniciar a despedida da franquia.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Victor Eduardo

Victor Eduardo

Victor Eduardo é jornalista formado pela PUC do Rio Grande do Sul desde agosto de 2021! Ao todo, tem experiência em reportagem, comunicação institucional e assessoria de imprensa. Atualmente, divide o tempo de trabalho com a leitura e com a cozinha, hobby que desenvolveu durante a pandemia por Covid-19. Atua como jornalista sob o registro profissional 20810/RS.