ezra-miller

O que acontece com Ezra Miller agora depois de ‘The Flash’?

A trajetória do filme The Flash foi repleta de drama, mas não exatamente relacionado ao enredo. Ao chegar aos cinemas em 16 de junho, o filme recebeu críticas iniciais positivas, porém, foi um fracasso de bilheteria, arrecadando apenas modestos US$ 108 milhões nos Estados Unidos. Além do entusiasmo por ver Michael Keaton como Batman novamente, as atenções estavam voltadas para o ator por trás do herói titular: Ezra Miller, que desempenha o papel de Barry Allen desde 2016 em Batman vs Superman: A Origem da Justiça.

A História de Problemas Legais de Ezra Miller

Hoje com 31 anos, Ezra Miller atuou por metade de sua vida. Ele teve destaque em filmes como “Precisamos Falar Sobre o Kevin” e “As Vantagens de Ser Invisível”. Esse histórico levou Miller a ser escolhido para interpretar The Flash, um papel que exigia um desempenho expressivo mesmo com parte do rosto escondida.

No entanto, sua ascensão meteórica foi interrompida por uma série de incidentes bizarros a partir de abril de 2020, incluindo acusações de agressão, vídeos polêmicos e até mesmo alegações de comportamento inadequado com crianças.

Após esses problemas, Miller permaneceu em grande parte fora dos holofotes, aparecendo apenas na estreia de “The Flash”. A Warner Bros. Discovery considerou a possibilidade de demiti-lo e recastear o papel. Enquanto o diretor Andy Muschietti elogiou o desempenho de Miller, destacando sua recuperação em relação à saúde mental, a questão sobre recastear ou manter o ator permanece em aberto.

O Dilema: Manter ou Recastear Ezra Miller?

Agora, com “The Flash” já nos cinemas, surge a questão: o que fazer com Ezra Miller? Diante do desempenho financeiro aquém do esperado, surge o questionamento sobre se a rejeição do público está relacionada ao ator. A Warner Bros. Discovery deve dar a Miller uma segunda chance, considerando seus problemas de saúde mental, ou é hora de seguir em frente e recastear o papel? Há argumentos para ambas as opções.

A decisão sobre o futuro de Ezra Miller no Universo DC é complexa. Seu desempenho como The Flash recebeu elogios, mas as polêmicas pessoais lançaram uma sombra sobre sua carreira. A indústria do entretenimento já viu recastings bem-sucedidos, mas a peculiaridade do caso de Miller levanta a questão de se é possível separar os problemas legais do ator de sua habilidade de interpretar o herói velocista. A decisão final cabe à Warner Bros. Discovery, que precisa equilibrar a redenção pessoal de Miller com os interesses comerciais e a reputação do universo cinematográfico da DC.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".