a_mae_do_ano

Final Explicado de A Mãe do Ano: O que aconteceu com Igor, Maks e Nina?

Diferentemente das expectativas comuns de dramas e exploração de relacionamentos, este filme segue um estilo de ação fora do padrão.

“A Mãe do Ano”, ou “Dzien Matki”, é um filme de suspense e ação polonês disponível na Netflix, que se destaca por sua clara ênfase nos personagens e até mesmo revela uma dica do enredo em seu próprio título. No entanto, diferentemente das expectativas comuns de dramas e exploração de relacionamentos, este filme segue um estilo de ação fora do padrão. Abaixo, conheça o enredo, e o final explicado do filme.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? Clique Aqui e aproveite!

Enredo de A Mãe do Ano

Em uma cidade polonesa sem nome, uma mulher de meia-idade espera na fila de uma loja de bebidas alcoólicas, observando a jaqueta de um jovem à sua frente, que exibe símbolos nacionalistas poloneses. A mulher, chamada Nina, chega sua vez, compra as latas de cerveja sem interesse e segue a pé para casa. No entanto, ela presencia um grupo de homens assediando duas mulheres na rua, incluindo o jovem da fila da loja.

Decidida a intervir, Nina se envolve em uma briga, embora não consiga derrotar completamente a gangue de homens, consegue salvar as mulheres, saindo da confusão com alguns ferimentos leves. Apesar de ser o Dia das Mães, uma data comemorada nas rádios, Nina passa a noite bebendo sozinha e, no dia seguinte, volta ao seu trabalho rotineiro como operadora de guindaste em um ferro-velho.

Com o tempo, descobrimos que Nina mantém uma vigilância constante sobre seu filho Maks, que não vive com ela, mas com um casal que ele chama de pais. Antes de mais detalhes serem revelados, o adolescente Maks é atacado por bandidos e sequestrado em uma van. Ao verificar os perfis de Maks nas redes sociais, Nina descobre comentários preocupantes que revelam o desaparecimento de seu filho. Sem hesitar, ela abandona sua vida habitual e parte para Varsóvia em uma missão desesperada para encontrar seu amado filho.

Por que Nina e Maks ficam separados?

Os motivos que mantêm Nina e Maks separados são revelados gradualmente ao longo da trama. Nina Nowak, uma ex-major do exército que serviu nas operações da OTAN no Afeganistão, foi erroneamente declarada morta quando retornou ao seu país de origem. O governo até mesmo ergueu um túmulo em sua memória no cemitério de Varsóvia, enquanto Nina vivia secretamente em uma pequena cidade polonesa. Embora seja a mãe biológica de Maks, Nina teve que abrir mão dele quando ele era muito jovem, pois não podia cuidar dele como qualquer mãe comum.

Maks foi informado quando criança que seus pais haviam falecido, e ele aceitou seus pais adotivos como se fossem seus verdadeiros pais. Após o desaparecimento de Maks, Nina entra em contato com um policial que era uma das poucas pessoas que sabia que ela estava viva. Esse policial, chamado Igor, também serviu no exército no Afeganistão e mantinha uma camaradagem com Nina desde aqueles dias. Com a ajuda de Igor, Nina inicia uma investigação e descobre provas cruciais, fazendo com que o policial fuja da delegacia.

O telefone de Maks é deixado intencionalmente pelos sequestradores, pois eles deixaram uma mensagem de voz nele para a polícia ouvir. Enquanto Nina ouve a mensagem, ela percebe que Maks foi sequestrado por Dusan Dragan, um gângster sérvio. O pai de Dusan, Spiridon Dragan, foi morto por Nina, que era conhecida como Kikimora, durante seus dias como espiã. Como Dusan acreditava que Nina estava morta, ele decidiu se vingar matando Maks. Na mensagem de voz, Dusan deixa claro que não tinha intenção de fazer resgates ou negociações, apenas de punir Maks e buscar vingança.

Posteriormente, quando Nina encontra Maks com sucesso e o leva para um local seguro, é revelado que o menino sequer reconhece ou conhece sua mãe biológica. Ele teve pouquíssimo contato com Nina durante seus primeiros anos antes de ser adotado. Enquanto Nina revela sua verdadeira identidade a ele, ela também conta que seu pai biológico, ou seja, seu marido, foi morto pelas autoridades governamentais. As mesmas autoridades planejavam matar Nina em seguida, levando-a a colocar Maks para adoção e a se esconder em uma vida secreta desde então.

O filme não revela a razão exata pela qual as autoridades agiram dessa maneira, mas é possível deduzir que Nina e seu marido também eram espiões trabalhando para o exército e governo, tornando sua existência uma ameaça para o próximo governo, que tentou eliminá-los. Após o sucesso em assassinar seu marido, as autoridades desistiram de procurar Nina, ou a pessoa responsável por sua morte deve ter erroneamente informado que ela estava morta. A verdade de Nina estar viva e fazer tudo para proteger seu filho do gângster sérvio permanece desconhecida para a maioria.

Qual é a hierarquia do submundo do crime no filme?

Conforme revelado em “A Mãe do Ano”, existe uma complexa hierarquia em andamento no submundo polonês, liderada por um homem chamado Volto, um psicopata imprevisível e criminoso. Recentemente, Volto havia assassinado seu próprio pai, um gângster notório, e assumido o império do crime. Embora a razão por trás do patricídio de Volto não seja mencionada, fica claro que ele nutria um intenso desejo de vingança e ódio contra seu pai, como evidenciado pelo fato de ele ter decapitado o corpo do pai e mantido a cabeça em um pote em seu escritório.

Acredita-se que a identidade queer e o estilo de vida de Volto tenham sido o motivo para a animosidade entre pai e filho. Sob Volto estão outros dois gângsteres: Tytus, responsável pelos crimes relacionados ao tráfico de pessoas, e Baton, encarregado dos crimes relacionados às drogas. A polícia polonesa reuniu informações extensas sobre esse submundo criminoso e descobriu uma conexão com um país estrangeiro. Uma diplomata russa, codinome “Beauty Queen”, estava envolvida em lavagem de dinheiro, e Volto era um de seus clientes mais importantes.

Volto desejava lavar todo o dinheiro sujo proveniente de suas atividades criminosas, enviando-o para a diplomata, que ficava com 30% do valor como taxa e enviava o restante de volta para a Polônia. Ela depositava essa taxa em pequenos bancos locais e a introduzia na economia russa, sem deixar rastros. No presente, o gangster sérvio Dusan Dragan, que buscava vingança pela morte de seu pai, pagou a Volto para sequestrar Maks, e assim o submundo criminoso polonês também estava fortemente envolvido no sequestro.

Com a ajuda de Igor, Nina descobre que foi Baton quem enviou seus homens para atacar e sequestrar Maks, e o adolescente foi levado para o complexo de Tytus, onde estava sendo mantido. Com suas habilidades excepcionais de luta e capacidade de derrubar gangues inteiras sozinha, Nina invade os esconderijos dos dois capangas e resgata seu filho. Quando Volto aparece em seu esconderijo com seus próprios homens, Nina luta contra eles e derrota Volto, matando-o ou deixando-o gravemente ferido. Ao perceberem que Volto foi neutralizado, a polícia invade sua luxuosa casa e confisca grandes quantias de dinheiro que ele escondia e lavava ao longo dos anos.

Apesar dos melhores esforços de Nina para proteger Maks, o adolescente a interpreta erroneamente e decide seguir seu próprio caminho, o que cria o único elemento dramático em “A Mãe do Ano”. No entanto, essa situação é resolvida em poucos minutos, quando Maks é rapidamente sequestrado pelo filho da diplomata russa e levado para o cativeiro. A mulher então liga para Nina e faz sua exigência: com todo o dinheiro de Volto confiscado pela polícia, o fluxo de caixa da diplomata foi interrompido. Agora, ela quer que Nina roube todo o dinheiro de Volto da delegacia e o entregue em troca de Maks.

Quem realmente sequestrou Maks e por que?

À medida que Nina se prepara para entrar na delegacia e roubar todo o dinheiro de Volto, disposta a fazer qualquer coisa para salvar seu filho, “A Mãe do Ano” revela a maior reviravolta de sua trama. Contrariando a crença de Nina e até mesmo de Volto, não foi Dusan Dragan quem sequestrou Maks. Na verdade, o verdadeiro Dusan Dragan estava morto e não havia evidências de sua existência.

Surpreendentemente, o amigo policial de confiança de Nina, Igor, foi o responsável pelo sequestro de seu filho. Igor, juntamente com um pequeno grupo de policiais corruptos, contratou Volto para atacar e prender Maks, visando as grandes quantias de dinheiro mantidas por Volto em sua casa. Igor sabia que, ao alimentar Nina com a falsa informação de que Dusan havia sequestrado seu filho com a ajuda de Volto, ela agiria por conta própria, executando essencialmente o plano que a própria força policial havia concebido.

A mensagem de voz que ele mostrou a Nina era, na verdade, uma gravação falsa feita por seus associados corruptos. Como esperado, Nina enfrentou todo o submundo e até derrotou Volto, permitindo que Igor e sua equipe corrupta invadissem e confiscassem grandes quantias de dinheiro. No entanto, isso não era um confisco legítimo, mas sim um roubo, pois Igor planejava fugir com o dinheiro após dar uma parte para sua equipe.

Curiosamente, o motivo por trás do plano elaborado de Igor era o desejo de ser um bom pai. Em sua vida pessoal, ele havia passado por um divórcio conturbado, e a guarda de sua filha Zosia ficou com a mãe. O acordo para visitas regulares de Zosia a Igor não estava sendo cumprido porque ele não estava pagando regularmente a pensão alimentícia. Enfrentando dificuldades financeiras, Igor precisava de mais dinheiro para poder estar com sua filha.

O único encontro mostrado entre Igor e Zosia também reflete essa situação, com a adolescente parecendo distante do pai, possivelmente porque ele não consegue oferecer presentes ou um estilo de vida próspero. Assim, Igor decide sequestrar Maks, mentir para Nina, fazê-la lutar contra Volto e, em seguida, roubar o dinheiro do criminoso para resolver seus problemas financeiros e tentar ser um pai melhor para Zosia.

Final Explicado de A Mãe do Ano: O que aconteceu com Igor, Maks e Nina?

Quando Nina se dirige para roubar o dinheiro confiscado, ela percebe o plano completo ao ser presa por Igor e sua equipe, que têm a intenção de matá-la. No entanto, Nina consegue revidar e sair vitoriosa, embora Igor consiga escapar. Ela recupera o dinheiro e o entrega ao diplomata russo, que liberta Maks e permite que Nina e seu filho saiam ilesos.

Embora o diplomata possa ter outros planos em mente, ele acata a decisão de Maks de deixá-los partir, pois o jovem ficou impressionado com as habilidades de xadrez de Maks. No entanto, Igor volta a atacar a família em um ato de desespero, sem um plano concreto. Talvez ele pretenda sequestrar Maks novamente e extorquir dinheiro dos pais adotivos, mas Nina consegue derrotá-lo mais uma vez. Embora ela não o mate, compreende sua vontade de estar com a filha e o deixa para ser preso pela polícia.

Ao levar Maks para sua família adotiva, a relação entre mãe e filho se torna extremamente afetuosa e amorosa. Maks continua vivendo com seus pais adotivos, que ele conheceu como sua família ao longo de sua vida. No entanto, ele mantém contato com Nina e a visita ocasionalmente em sua casa. Durante uma dessas visitas, uma idosa chega à casa de Nina, revelando-se como sua mãe. Ela alerta Nina de que todos os seus inimigos agora estarão atrás dela, pois sua existência e a de seu filho se tornaram públicas.

Embora essa cena possa sugerir sutilmente a possibilidade de uma sequência no futuro, ela está principalmente presente para enfatizar o instinto protetor das mães. “A Mãe do Ano” termina com essa cena, enquanto uma cena intermediária durante os créditos mostra o chefe da polícia mostrando a Igor todas as evidências em vídeo que o incriminam pelos eventos ocorridos. Sem mais opções de fuga, Igor aparentemente se rende e, impotente, pede permissão para ligar para sua filha e falar com ela.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".