o-corvo-opiniao

Ernie Hudson revela por que não assistiu ao trailer do reboot de O Corvo

O ator Ernie Hudson, que participou do icônico filme “O Corvo” (1994) ao lado de Brandon Lee, compartilhou seus pensamentos sobre o reboot estrelado por Bill Skarsgård. O papel de Hudson como Sargento Albrecht era de crucial importância, já que era seu personagem que investigava a morte de Eric Draven.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? Clique Aqui e aproveite!

Respeito por Bill Skarsgård, mas Brandon Lee é insubstituível

Em entrevista ao ComicBook.com, Hudson admitiu não ter visto o trailer de “O Corvo” (2024). Embora não conseguisse lembrar o nome de Skarsgård, o ator veterano expressou respeito pelo jovem astro, mas ressaltou que, para ele, Brandon Lee sempre será o verdadeiro Corvo.

Ele também espera que o reboot não tente replicar o original, mas sim ofereça uma nova perspectiva, dizendo: “Espero que eles não tentem refazê-lo, mas que criem algo próprio e levem para uma direção diferente”.

Boa parte da crítica ao reboot parece estar relacionada ao visual de Skarsgård, mas já havia hesitação por parte dos fãs desde o anúncio da refilmagem. A diretora do filme original, Alex Proyas, e a atriz Rochelle Davis também expressaram desapontamento com o projeto.

O desafio do reboot de O Corvo

Refilmar qualquer obra amada é extremamente desafiador. Poucas produções conseguem encontrar o equilíbrio entre homenagear o original e trazer algo novo à mesa. “O Corvo“, além disso, carrega o peso da tragédia que vitimou Brandon Lee no set, gerando um sentimento de que a franquia deveria ter sido deixada intocada.

Fãs mais dedicados de “O Corvo” dificilmente aceitarão outra versão de Eric Draven. Mas, o reboot pode trazer uma nova geração para o universo de James O’Barr e até mesmo apresentá-los à obra original de 1994.

Vale ressaltar que, mesmo que Skarsgård tivesse um visual mais próximo ao de Lee, ainda haveria muitas críticas à essa tentativa de substituição. O novo “O Corvo” precisará se sobressair com uma história cativante e uma visão única para ter uma chance de vencer a resistência dos fãs e encontrar seu próprio público.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Magui Schneider

Magui Schneider

Bacharel em Psicologia pela Faculdade IENH; especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial pela Universidade Estácio de Sá.

Fã de filmes e séries investigativos, suspense psicológico, comédias, dramas e ação.

Minhas séries favoritas são La Casa de Papel, The Sinner, Sense8, Stranger Things, O Mundo Sombrio de Sabrina, Black Mirror, Lúcifer, Orange Is The New Black, Vis a Vis, Desejo Sombrio, Três Vidas, entre outras.

Já meus filmes favoritos são Jurassik Park, Bird Box, O Limite da Traição, Imperdoável, entre outros.
Amo os filmes de ação com The Rock.

Para relaxar, gosto de uma boa comédia pastelão, incluindo As Branquelas e Os Farofeiros. E como fã incondicional de Paulo Gustavo, sou muito fã de todos os filmes "Minha Mãe é uma Peça".