A Série Mais Intensa da Netflix Revela uma Obsessão Mortal

A série de suspense mais recente da Netflix, Bebê Rena, prova como um pequeno ato de bondade entre estranhos pode sair do controle. Embora não seja uma premissa desconhecida no mundo da TV e do cinema, Baby Reindeer se destaca. Baseada na história real do criador de Baby Reindeer, Richard Gadd, a série gira em torno do comediante em dificuldades, Donny Dunn (interpretado por Gadd).

Enquanto trabalha como bartender, Donny percebe uma mulher chateada e oferece a ela um chá de cortesia. Logo, Martha Scott (interpretada por Jessica Gunning) se torna uma cliente frequente do bar. À medida que Martha se torna cada vez mais sedutora – até mesmo chamando Donny de “bebê rena” como uma espécie de apelido indesejado -, os amigos de Donny zombam dele sobre a aparente paixão de Martha. As coisas tomam um rumo ainda mais sombrio quando Martha começa a enviar centenas de e-mails para Donny – por dia.

Percebendo que não deveria ter concordado, mesmo que brincando, com um encontro sugerido por Martha, Donny compartilha uma xícara de café com ela para tentar esclarecer as coisas. No entanto, uma Martha desiludida interpreta a gentileza de Donny como um sinal de que o relacionamento deles está se aprofundando. Enquanto Donny lida com outros traumas e realizações, Martha Scott começa a assediar e perseguir sua família.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING?  e aproveite!

Bebê Rena e a Premissa Baseada em uma História Real, que Lembra Misery de Stephen King

A própria premissa de Bebê Rena lembra Misery, um thriller psicológico de horror baseado no romance de Stephen King. Dirigido por Rob Reiner, o premiado Misery traz James Caan como o famoso romancista Paul Sheldon. Ansioso para sair da rotina de escrever os romances vitorianos arrebatadores de sua heroína Misery Chastain, Paul decide matar seu amado personagem.

No entanto, quando ele fica preso em uma tempestade de neve, as coisas tomam um rumo inesperado. Annie Wilkes (interpretada por Kathy Bates) encontra Paul e o leva para sua casa remota. Uma enfermeira treinada, Annie também é autoproclamada a maior fã de Paul.

A maior fã de Paul revela que não tem intenção de deixá-lo sair…

Com as linhas telefônicas fora de serviço e as estradas locais bloqueadas pela neve, Paul permanece sob os cuidados de Annie. Para piorar a situação, ele está lidando com pernas quebradas e um ombro deslocado. Quando Annie descobre que Misery morre no último romance de Paul, ela fica inconsolável. A maior fã de Paul revela que não tem intenção de deixá-lo sair até que ele escreva um novo manuscrito – um onde Misery vive – e se redima por seus erros. A brutal luta entre Annie e Paul em Misery é cheia daquele tipo de suspense tenso que faz o espectador se sentir preso junto com Paul.

Por que Bebê Rena é Ainda Mais Brutal do que Misery de King?

Embora Misery e Bebê Rena compartilhem algumas semelhanças, este último é ainda mais perturbador. Não apenas Bebê Rena é baseado em fatos reais, mas também se desenrola durante a era da internet – em um momento em que estranhos têm acesso irrestrito à vida pessoal e aos movimentos uns dos outros.

Enquanto Annie Wilkes prende seu autor favorito em uma cabana remota, Martha aprisiona Donny em sua própria vida. Ela deixa para ele centenas de horas de mensagens de voz, envia mais de 40.000 e-mails e rastreia seus pais e amigos. E, como mostra o elenco de Bebê Rena, pode ser extremamente difícil e isolador navegar por um relacionamento abusivo e buscar a ajuda e o apoio necessários.

Todos os 7 episódios de Bebê Rena estão disponíveis na Netflix.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Você pode cancelar, se desejar. Aceitar