O Céu da Meia Noite: Um retrato da vida em 2020?

A maior parte da população mundial foi dizimada por uma catástrofe… E o planeta Terra já não é mais um local habitável para os seres humanos, devido ao risco radioativo… E meio a esse caos, o cientista Augustine com doença terminal fica na Terra, enquanto uma parte da humanidade escapa. Ele fica, na esperança de que alguma equipe de astronautas encontre um novo local para morar. Esse é o contexto em que o novo filme da Netflix, O Céu da Meia Noite acontece.

A adaptação do livro, intitulado com o mesmo nome, foi escrito por Lily Brooks-Dalton. Ele será lançado no primeiro semestre do ano que vem no Brasil. Enquanto isso, você pode apreciar o filme que estreou hoje, quarta-feira (dia 23/12), na Netflix.

Leia também

Lançamentos da Semana na Netflix (20 a 27 de dezembro de 2020)

Excuse me, I Love You: Confira o documentário sobre Ariana Grande

Saiba mais sobre O Céu da Meia Noite

Dirigido, produzido e estrelado por George Clooney, O Céu da Meia-Noite é um filme que mistura drama, ficção científica e fantasia. Clooney interpreta o cientista Augustine, que fica na Terra após a catástrofe, em meio as suas pesquisas. Porém, o que ele não espera, é que uma criança tenha sido deixada para trás, e esteja na mesma base do Ártico que ele – o que o faz ter que cuidar dela, apesar de toda a sua fragilidade.

george-clooney

Mas essa, não é a única descoberta do cientista: ele descobre uma equipe de astronautas que volta de Éter, trazendo notícias boas sobre a lua de Júpiter. Essa equipe, em meio ao espaço, e em especial a comandante Sully (interpretada por Felicity Jones), tenta contato a todo momento com a Terra, porém não consegue comunicação. Mal sabem eles, que o planeta está deserto – apenas Augustine e a criança permanecem lá.

Dessa forma, em grande parte da trama, O Céu da Meia-Noite se baseia em Augustine, ao lado de sua pequena companheira, buscando entrar em contato com a nave de Sully para informá-los sobre os últimos acontecimentos no planeta Terra.

Para aumentar o drama, em determinado momento do longa, a nave tem seus aparelhos de comunicação externos destruídos por uma chuva de meteoros. Isso, faz com que eles percam a comunicação com o cientista. Isso mesmo: quando você pensa que ele finalmente conseguirá avisar a equipe, eles perdem a comunicação devido ao incidente no espaço.

Ficção x Realidade

Embora isolamento e comunicação sejam temas clichês/recorrentes em filmes em que o drama e a ficção científica imperam, a produção de O Céu da Meia-Noite foca muito bem nisso: Todo filme e diálogos se baseiam nessa busca por comunicação – enquanto o isolamento se mostra presente desde a mais simples cena.

O longa, que encerrou suas gravações dias antes do início da pandemia de Covid-19 nos Estados Unidos, embora tenha outro apelo, traz um tom muito semelhante a 2020: retrata de uma bela forma, a sensação de isolamento. Em meio a um ano em que o isolamento imperou, e foi necessário aprender uma nova forma de comunicação, esse filme traz uma representatividade muito grande.

Enfim, gostou da matéria sobre O Céu da Meia Noite?

Então, nos conte e siga em nossas redes sociais: Facebook e Twitter. Saiba tudo sobre séries de TV nos principais serviços de Streaming.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Você pode cancelar, se desejar. Aceitar