MacGuffin – Você conhece este termo?

O cinema está recheado de termos que muitas pessoas não conhecem. Diversos deles têm se tornado mais populares recentemente como cliffhanger, spoiler, entre outros. Contudo, ainda existem muitos e muitos termos que o público geral não conhece. Então, se você quer saber mais sobre o mundo do cinema e das séries, pode ser que este conteúdo te interesse. Isso porque eu irei trazer explicações de alguns termos deste universo (coisa que já fiz algumas vezes). E hoje nós vamos falar sobre o termo MacGuffin. O termo também pode ser escrito como McGuffin ou Maguffin, como preferir. Também vamos falar sobre como ele surgiu e se popularizou. Então vamos lá!

O que é um MacGuffin?

Pela imagem de capa deste post pode ser que você já tenha uma ideia. MacGuffin trata-se de um objeto. Não qualquer objeto, mas, sim, um em específico que faz a narrativa acontecer. Aliás, é importante dizer que não se trata necessariamente de um objeto físico mesmo, pode ser desde uma pessoa, um lugar ou coisas do tipo. Já começou a fazer sentido em sua cabeça, não é?

MacGuffin

O MacGuffin é, normalmente, algo muito desejado, não necessariamente com algum motivo narrativo. Muitas vezes, inclusive, ele só é desejado porque sim. Mas é ele que movimenta a história e isso o torna extremamente interessante. Basicamente é aquilo de que “não importa o final, mas sim a caminhada”. Pois quando algo motiva o personagem a sair em uma jornada, é ela que nós vemos e ela que faz o filme ser tão interessante.

Como surgiu e se popularizou?

Até a década de 30 ninguém conhecia este termo. Foi quando o grande Alfred Hitchcock resolveu apresentar o conceito para o mundo. Ele fez uso da noção de MacGuffin para criar seu filme Os 39 Degraus. E no ano de 1939 em uma palestra na Universidade de Columbia, em Nova Iorque, ele afirmou:

“É um nome Escocês, tirado de uma história sobre dois homens em um trem. Um homem diz, “o que há neste pacote acima da bagagem?” E o outro responde, “Oh, é um MacGuffin”. O primeiro pergunta, “o que é um MacGuffin?” “Bem,” disse o outro homem, “é um aparelho para a interceptação de leões nas terras altas da escócia.” O primeiro homem diz, “Mas não há leões nas terras altas da escócia,” e o outro responde, “Bem, então, não há MacGuffin!” Então você vê que um MacGuffin é, na verdade, nada.”

MacGuffin - Hitchcock

Foi assim que Hitchcock explicou para o mundo o conceito e a origem da palavra MacGuffin! Não é nada, mas motiva a conversação entre os homens do trem e é isto que importa.

Exemplos no cinema!

Como dito anteriormente, esta é uma estratégia muito usada no cinema e diversos diretores fazem uso dela. Indiana Jones, por exemplo, é uma franquia cheia de Maguffins. Cada filme possui um diferente. Outro filme, de animação, que possui um muito claro é O Caminho Para El Dorado. Um que é bem sutil, mas que dá para notar é no filme Titanic, o colar Coração do Oceano é um McGuffin. O anel de O Senhor dos Anéis, e muitos outros!

O Senhor dos Anéis

Agora você pode procurar estes “objetos” sempre que estiver vendo um filme! E aqui vai uma dica extra para identificar um: sempre pergunte-se “Se eu alterar a natureza do objeto desejado, a narrativa permanece a mesma?”, se a resposta for sim, é um MacGuffin, se não, não é!

Mas e você? Conhecia o termo MacGuffin? Gostou de saber sobre ele? Então comenta aí! 😀
Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Você pode cancelar, se desejar. Aceitar