Bryan Singer é acusado, de novo, de abuso sexual

O mundo de Hollywood é perigoso e muito sombrio nos bastidores. Recentemente vários renomados atores, diretores, cineastas em geral, estão sendo acusados de abusos. O maior exemplo de um ator de Hollywood que teve sua carreira interrompida devido a acusações foi Kevin Spacey. Mas, há outro cineasta que já havia sido acusado anteriormente e, está sendo novamente acusado. Estamos falando do polêmico Bryan Singer. O diretor de X-Men e, do ínicio, de Bohemian Rhapsody.

A revista The Atlantic passou 12 meses investigando o passado no ator e reuniu informações que podem incriminá-lo por abusos sexuais de menores. Quatro homens alegaram à revista que foram abusados por Singer nos anos 90, quando eram adolescentes.

Um deles afirmou que, aos 13 anos, realizou um papel de figurante no filme O Aprendiz de 1998, dirigido por Bryan. Segundo o homem, o diretor o apalpou nas genitálias mais de uma vez durante as gravações. Os outros três homens afirmaram que tiveram relações sexuais com Bryan Singer, aos seus 31anos. Os jovens tinham entre 15 e 17 anos até então. “Ele dava álcool e drogas para as pessoas e então fazia sexo com elas”, afirmou um deles.

Contudo, essa não é a primeira vez que acusações são feitas contra Singer. No ano de 2014 o ex-modelo Michael Egan disse que foi estuprado pelo diretor mais de uma vez no Havaí, aos 17 anos. E em 2017, quando foram iniciadas as postagens do movimento #MeToo, Cezar Sanchez-Guzman acusou o diretor de X-Men de estupra-lo aos 16 anos em uma festa.

As acusações são muitas e fortes, mas os advogados de Bryan Singer negaram todas.

Mas o que você acha da situação? Seria Bryan Singer realmente inocente? Comenta aí.
Comentários
Carregando...